SES emite nota técnica de orientação sobre aplicação de doses de reforço contra a Covid-19


https://jflink.ml/4ZzOO

SES emite nota técnica de orientação sobre aplicação de doses de reforço contra a Covid-19
O Ministério da Saúde, pautado em pesquisas científicas, definiu que o público-alvo dessa 3ª dose sejam idosos acima de 70 anos de idade. – Foto: Raiza Milhomem/

Compartilhe


A Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu nesta sexta-feira, 27, Nota Técnica de orientação aos gestores municipais relativa à administração de doses de reforço, ou seja, a 3ª dose de vacinas contra a Covid-19. O documento segue o disposto na Nota Técnica do Ministério da Saúde, expedida nesta quinta-feira, 26, e recomendação do Plano Nacional de Imunização (PNI).

Os municípios que possuírem estoques das vacinas já podem iniciar a vacinação dos públicos contemplados. A 3ª dose será administrada utilizando, preferencialmente, o imunizante da plataforma de RNA mensageiro (Pfizer/Wyeth) ou, de maneira alternativa, vacina de vetor viral (Janssen ou Astrazeneca).

O Ministério da Saúde, pautado em pesquisas científicas, definiu que o público-alvo dessa 3ª dose sejam idosos acima de 70 anos de idade. Eles deverão receber uma dose de reforço da vacina, administrada seis meses após a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única), independente do imunizante aplicado.

Outro público beneficiado serão os portadores de doenças com alto grau de imunossupressão: I – Imunodeficiência primária grave; II – Quimioterapia para câncer; III – Transplantados de órgão sólido ou de células troncos hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; IV – Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4; V – Uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente; VI – Uso de drogas modificadoras da resposta imune; VII – Pacientes em hemodiálise e VIII – Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatólogicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

A gerente de Imunização da SES, Diandra Sena, reforça orientação aos municípios para melhor otimização dos estoques existentes, pelo menos até a chegada de novas doses. “Os municípios que possuem doses excedentes da vacina Pfizer já podem dar início ao esquema vacinal de reforço para os idosos acima de 70 anos, que vacinaram nos meses de janeiro e fevereiro, com segunda dose da vacina CoronaVac, e os Portadores de doenças com alto grau de imunossupressão, estes após 28 dias da última dose do esquema básico”, reforçou.


Fonte: Secom-TO

Tags : Governo, saúde, 3ª dose, reforço, covid, coronavírus, vacina

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo