Governo do Tocantins inclui mais duas cidades na decreto de 'lockdown'; veja a lista completa


https://jft.news/toMu0

Governo do Tocantins inclui mais duas cidades na decreto de 'lockdown'; veja a lista completa
Viaturas durante operação para garantir o distanciamento social — Foto: SSP/Divulgação

Compartilhe


Os municípios de Caseara, na região oeste, e Couto Magalhães, no norte do estado, foram incluídos pelo governo do Tocantins na lista de cidades em que todas as atividades não essenciais ficarão suspensas por uma semana a partir das 18h deste sábado (16). Agora, 35 municípios estão incluídos na medida, que é tratada pelo governo como um 'lockdown'.

O termo 'lockdown' não tem uma definição única. Em geral, significa a imposição de medidas mais radicais como o fechamento de cidades para que haja o distanciamento social. Confira como outros países e estados implementaram a medidas.

Conforme o governo, Caseara e Couto Magalhães foram incluídas após alinhamento com as prefeituras locais. O estado informou ainda que o decreto 6.095 será reeditado e publicado no Diário Oficial do Estado para deixar mais claro o que são consideradas atividades essenciais ou não.

As restrições também foram determinadas pelo governo do estado para as cidades do Bico do Papagaio, Araguaína, Colinas do Tocantins, Nova Olinda e Cariri do Tocantins. A medida vai vigorar até às 18h do próximo sábado (23). (Veja a lista completa abaixo)

Neste sábado o total de diagnósticos de Covid-19 no estado chegou a 1.279. Ao todo, 27 pessoas morreram no Tocantins desde o início da pandemia.

Restrições e fiscalização


Entre as restrições estão a vedação da circulação dos moradores. As exceções são para deslocamentos até hospitais, supermercados, farmácias e para trabalhadores dos serviços considerados essenciais, sendo obrigatório o uso de máscaras.

Estão proibidas visitas ou reuniões, públicas ou privadas, inclusive de pessoas da mesma família que não morem na mesma residência, independentemente do número de pessoas. Também estão proibidas as atividades religiosas presenciais, que podem ser feitas apenas na modalidade virtual.

Quem estiver indo para o trabalho terá que apresentar documentos comprovando o vínculo empregatício. A entrada e saída de veículos destas cidades também está proibida, exceto nos casos já previstos.

Todos os órgãos públicos estaduais suspenderam o expediente e as prefeituras foram orientadas a fazer o mesmo. Também estão previstas higienizações em locais públicos de grande movimento.

A fiscalização será feita tanto pelo estado como pelas prefeituras através da Vigilância Sanitária municipal e Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e da Secretaria Estadual de Segurança Pública. O Detran e órgãos de trânsito podem realizar blitz.

Atividades essenciais


Com a reedição do decreto, o governo informou que vai destacar mais de 50 atividades consideradas essenciais que poderão funcionar. Entre elas estão:

- Estabelecimentos para produção, distribuição e comercialização de insumos agropecuários, medicamentos de uso veterinário, vacinas, material genético, suplementos, defensivos agrícolas, fertilizantes, sementes e mudas e produtos agropecuários;
- Tratamento e abastecimento de água;
- Captação e tratamento de esgoto e lixo;
- Atividades urgentes de advogados e contadores que não puderem ser prestadas por meio de trabalho remoto.

Veja a lista de municípios abrangidos pelo lockdown:


Aguiarnópolis;
Ananás;
Angico;
Aragominas;
Araguaína;
Araguatins;
Augustinópolis;
Axixá do Tocantins;
Buriti do Tocantins;
Cachoeirinha;
Cariri do Tocantins;
Carrasco Bonito;
Caseara;
Colinas do Tocantins;
Couto Magalhães;
Darcinópolis;
Esperantina;
Guaraí;
Itaguatins;
Luzinópolis;
Maurilândia do Tocantins;
Nazaré;
Nova Olinda;
Palmeiras do Tocantins;
Praia Norte;
Riachinho;
Sampaio;
Santa Terezinha do Tocantins;
São Bento do Tocantins;
São Miguel do Tocantins;
São Sebastião do Tocantins;
Sítio Novo do Tocantins;
Tocantinópolis;
Wanderlândia;
Xambioá.


Fonte: G1/TO

Tags : Covid-19, lockdown, Tocantins, coronavírus.

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo