CDC dos EUA emite alerta sobre possível surto de bactéria mortal


https://jflink.ml/17fUM

CDC dos EUA emite alerta sobre possível surto de bactéria mortal
Solo contaminado é uma das principais causas da melioidose Crédito: Wikimedia Commons

Compartilhe


O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) anunciou que está investigando casos que podem levar ao início de um surto de uma bactéria rara e mortal. Até o momento, foram detectados casos de infecções em pelo menos três estados, sendo eles Kansas, Texas e Minnesota, mas as autoridades acreditam que ela pode se espalhar para mais pessoas.

Os pacientes eram dois adultos e uma criança. O primeiro caso foi descoberto em março deste ano e acabou sendo fatal. Os outros dois foram descobertos em maio deste ano, um deles ainda está internado e o outro teve uma melhora e foi transferido para uma unidade de cuidados provisórios.

A bactéria em questão é a Burkholderia pseudomallei, que causa uma doença conhecida como melioidose. A contaminação pode ocorrer por meio de contato com água ou solo contaminados, sendo mais comum em locais como o Sudeste Asiático, em diferentes regiões do continente africano, Índia, Oriente Médio e China.

Sinais de atenção


A doença causa uma série de sintomas, como tosse, falta de ar, fraqueza, fadiga, náusea, vômito, febre intermitente e erupção cutânea no tronco, abdômen e rosto. Um aspecto que preocupa as autoridades é o fato de nenhum dos três infectados ter histórico de viagens para fora dos EUA, mas é possível que os três tenham contraído a doença de uma mesma origem.

Segundo o CDC, é importante prestar atenção em alguns outros sintomas, como dor localizada ou inchaço, febre, ulceração, abscesso, tosse, dor no peito, febre alta, dor de cabeça, perda acelerada de peso, dificuldade respiratória, desconforto abdominal, dor nas articulações, desorientação, dor de estômago ou no peito e dor muscular ou dor nas articulações e convulsões.

No caso de aparecimento desses sintomas, a recomendação do CDC é procurar rapidamente um médico, principalmente se eles aparecerem logo após contato direto com água ou com o solo. O tratamento contra a melioidose é feito com auxílio de antibióticos e pode durar entre duas e oito semanas.


Fonte: Olhar Digital

Tags : Melioidose, doença rara, CDC, EUA, bactéria rara

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo