Justiça mandou soltar o motorista do micro-ônibus da Cabral que atropelou e matou Guilherme


https://jft.news/LOW8a

Justiça mandou soltar o motorista do micro-ônibus da Cabral que atropelou e matou Guilherme

Compartilhe


O juiz Luatom Bezerra Adelino, da 1ª Escrivania Criminal de Filadélfia, decidiu liberar o motorista Antônio Carlos da Silva Milhomem, de 49 anos, para responder em liberdade pelo atropelamento de um menino de 8 anos na cidade. O caso foi na tarde do último sábado (25). O motorista teve o direito de dirigir suspenso enquanto durar o processo. Essa informação é do portal G1 da rede Globo.

Testemunhas contaram que o acidente aconteceu na principal avenida da cidade, por volta das 16h, enquanto a criança andava de bicicleta. O motorista disse aos policiais militares que parou para entregar uma encomenda, não viu a vítima atrás do veículo e realizou uma manobra de marcha à ré.

Após o atropelamento, o motorista do veículo foi levado à delegacia, onde prestou depoimento, e depois foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Araguaína. O alvará de soltura dele foi expedido na segunda-feira.

Ao "G1 da rede Globo", a empresa Cabral disse que está dando toda a assistência necessária para o motorista e para a família da vítima.

O J. de Filadélfia entrou em contato com a família da vítima e eles negam e diz não receberam qualquer ajuda por parte da empresa Cabral, inclusive precisou de ajuda de amigos, vizinhos e da prefeitura para realizar o funeral da criança.

Saiba mais aqui: Empresa Cabral nega assistência para a família de Guilherme Lima

Tentamos contato com a empresa Cabral para questionar o ocorrido, mas até no momento não tivemos respostas.


Fonte: G1

Tags : Antônio Carlos da Silva Milhomem, Guilherme Lima dos Reis, Plantão 190, Filadélfia, Cabral, van do cabral, empresa cabral, cabral transportes.

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo