Ex-prefeito Mizô Alencar, ex-secretários e outros servidores são alvos de Processo Administrativo Disciplinar


https://jflink.ml/yg6FV

Ex-prefeito Mizô Alencar, ex-secretários e outros servidores são alvos de Processo Administrativo Disciplinar
Foto: Divulgação

Compartilhe


A Prefeitura Municipal de Filadélfia instaurou na quinta-feira (8), um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) com a finalidade de apurar a responsabilidades, faltas ou irregularidades praticadas no exercício do cargo ou função por servidores e ex-servidores. A apuração dos fatos, por meio de sindicância, relaciona o ex-prefeito Mizô Alencar, incluindo 4 ex-secretários municipais e outros 14 nomes entre efetivos e comissionados.

O processo é resultado de auditoria no setor de recursos humanos, que identificou divergências nas folhas de pagamento do exercício financeiro de 2020 da Prefeitura de Filadélfia e dos fundos municipais de Saúde e da Educação. Os relatórios apontam que o "ato supostamente praticado pelos servidores constitui, em tese, falta grave passível de punição". Os documentos já foram encaminhados à Polícia Federal e ao Ministério Público.

Além do ex-prefeito Mizô Alencar, vão responder ao Processo Administrativo Disciplinar, a ex-secretária de Educação, Adriene Dourado Dantas, o ex-secretário de Finanças, Igor Bento Alencar, a ex-secretária da Fazenda, Ludimila de Sousa Luz, e a ex-secretária de Saúde, Yarle de Paula. Na lista, também estão os professores efetivos Ana Lúcia Brito, Ângelo do Bonfim e Sousa, Joice Arruda de Sousa Luz, Maria Leonice da Costa e Maria Neila Dourado Ribeiro.

Incluídos ainda na relação, o digitador Luís Alves Moreira Júnior, o auxiliar contábil Kleber Martins da Silva, o serrador João Fernandes Soares Lima, os avaliadores de Imóveis Emedean Burjaques da Silva e Hélio Tavares de Sousa, o topógrafo Everton do Amaral, a assessora Lucélia Martins da Silva e o diretor de departamento, Guilherme Pereira de Araújo. O prazo estipulado para resolver os trabalhos da portaria foi de 60 dias.

O processo foi aberto através da portaria nº 099 de 07 de abril de 2021, está disponível no diário oficial nº 334, você pode baixar e ler o decreto completo.

O JF deixa o espaço aberto para qualquer um dos citados na matéria poderem se manifestar. Entre em contato conosco através do nosso formulário de contato com sua manifestação.

*Com informações do portal Carolina O Tempo.

Tags : Mizô Alencar, processo, apuração, Filadélfia, prefeitura

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo