Veja quem são os suspeitos de roubos a bancos mortos pela polícia durante confronto em rodovia do TO


https://jflink.tk/fUI1C

Armas e munições foram apreendidas com suspeitos de assalto a bancos  — Foto: Divulgação
Armas e munições foram apreendidas com suspeitos de assalto a bancos — Foto: Divulgação

Compartilhe


Os seis suspeitos de roubo a bancos mortos pela polícia na TO-342, em Miranorte, foram identificados. O grupo é suspeito de envolvimento nos assaltos registrados em Divinópolis e Dois Irmãos. Eles foram encontrados na madrugada desta sexta-feira (3) após furarem uma barreira e atirarem contra os policiais. Os corpos foram levados para Instituto Médico Legal (IML) de Paraíso do Tocantins, na região central do estado.

Veja quem são os suspeitos mortos em confronto com a polícia:


Raimundo Francisco Pereira Soares, de 37 anos

- Passagens por passagens por roubo

Marcos Aurélio da Silva Milhomem, de 45 anos

- Passagens por roubo, dano, associação criminosa, fuga e homicídio

Paulo Henrique Sousa Silva, de 30 anos

- Passagem por roubo

Joab Barbosa Miranda, de 30 anos

- Passagens por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo

Willo Batista da Silva, de 27 anos

- Passagem por homicídio

Ângela Karoline da Silva Rodrigues

- Sem informação sobre passagens pela polícia

Durante a manhã, a polícia informou que alguns suspeitos ainda foram socorridos com vida, mas não resistiram. Três corpos foram liberados até às 17h desta sexta-feira (3) e os demais seguem no IML de Paraíso.

Ataques e confrontos contra a polícia


Os ataques a bancos em Divinópolis e Dois Irmãos aconteceram com pouco mais de um mês de diferença. A quadrilha agiu sempre com muita violência, provocando explosões e deixando um rastro de destruição para trás. Nos dois casos o grupo usou reféns como escudos humanos.

Desde o último ataque no início da semana as forças policiais cercaram todas as estradas da região de Dois Irmãos. O grupo foi localizado na manhã desta sexta-feira (3) após sair de uma área de mata e teria atirado contra os policiais, dando início à troca de tiros.

Participaram da operação diversos grupos das polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal. Durante uma coletiva conjunta, na manhã desta sexta-feira (3), o Tenente-coronel Fioravan Teixeira, comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), afirmou que alguns suspeitos chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos.

As investigações apontam que a quadrilha parecia não ter muita experiência com os ataques a banco. O delegado Evaldo de Oliveira Gomes, da 1ª Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC) de Palmas, informou que os criminosos sempre usavam grande quantidade de explosivos, mas tinham dificuldade para ter acesso aos valores.


Fonte: G1/TO

Tags : Assalto, bancos, dois irmãos, Tocantins, suspeitos, mortos

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo