Pastor investigado por estupro de menina de 11 anos é preso no interior do Tocantins


https://jflink.tk/FIsa9

Pastor investigado por estupro de menina de 11 anos é preso no interior do Tocantins
O acusado, identificado como pastor de uma igreja evangélica, foi localizado na cidade de Palmeirante e não ofereceu resistência ao ser detido.- Foto: Dicom/SSPTO

Compartilhe


A Polícia Civil do Tocantins (PCTO), por meio da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Colinas (3º DRPC), nesta quinta-feira, 10, cumpriu mandado de prisão, emitido pelo Poder Judiciário do Maranhão, em desfavor de um homem, 43 anos, pelo crime de estupro de vulnerável. O acusado foi localizado em Palmeirante, centro norte do Estado, e não ofereceu resistência ao ser detido. A ação é resultado da Operação Resguardo, que promove integração de combate a crimes de violência contra a mulher em todo o país.

“A equipe de agentes de polícia da 3º DRPC de Colinas, ao tomar conhecimento do mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário do Maranhão, localizou o homem, identificado como pastor de uma igreja evangélica, e efetuou a prisão. Vale ressaltar que, o objetivo desta Operação Resguardo é de resguardar as mulheres que se encontram em situação de risco de crimes contra a dignidade sexual”, relata a delegada titular da 3º DRPC, Olodes Maria Oliveira Freitas. 

O acusado foi conduzido para a Central de Flagrantes de Colinas-TO, está detido e à disposição do Poder Judiciário do Maranhão, aguardando transferência para o estado vizinho. A ação foi executada pelos policiais civis, Luiz da Costa Júnior, Flavio Renan Rodrigues Lemes, Andrelândio Aguiar, Gilson Paz Araujo e Aguinaldo Dourado, sob o comando da delegada Olodes Maria Oliveira Freitas. 

Operação Resguardo


A Operação Resguardo visa o combate a crimes de violência contra a mulher, apurar denúncias, instaurar inquéritos policiais e cumprir mandados de prisão nos 26 Estados e no Distrito Federal.  A ação conjunta é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). A operação teve início na última segunda-feira (7) e tem previsão de encerramento no dia 8 de março de 2022, Dia Internacional da Mulher.

Canais de denúncia


As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas por meio do Disque 180 e de canais locais, de forma anônima. Qualquer pessoa pode acionar o serviço, que funciona diariamente, 24 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. O serviço cadastra e encaminha os casos aos órgãos competentes. Além disso, as delegacias estaduais também receberão denúncias presenciais.


Fonte: SSP-TO

Tags : Pastor, estuprador, Tocantins, preso, Operação Resguardo

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo