Polícia Civil do Tocantins prende cinco pessoas por tráfico de drogas em Xambioá


https://jflink.tk/rZm9c

Polícia Civil do Tocantins prende cinco pessoas por tráfico de drogas em Xambioá
Operação foi batizada de “Teresa”, em alusão a uma família de traficantes da região- Foto: PC-TO

Compartilhe


Na manhã desta quinta-feira, 24, a Polícia Civil do Tocantins (PCTO), em mais uma ação de combate ao tráfico de drogas no estado, cumpriu 16 mandados de busca e apreensão e 5 ordens judiciais de prisão. Durante a operação, batizada de “Teresa”, em alusão a uma família de traficantes da região, cinco pessoas foram presas, sendo três homens e duas mulheres.

Segundo o delegado-chefe da 22ª Delegacia de Polícia de Xambioá, Márcio Lopes da Silva, que coordenou a ação, a operação é resultado de cinco meses de investigações da Polícia Civil. “Até o momento, uma grande quantidade de entorpecentes foi apreendida, além de uma arma de fogo e diversos celulares”, relata a autoridade policial. 

Dentre os presos, com idades de 26, 28, 33, 64 e 34 anos, vale destacar a prisão deste último em flagrante, uma vez que o homem estava de posse de maconha, supostamente armazenamento e tráfico de drogas no município. As mulheres serão transferidas para a Cadeia Pública de Ananás e os homens para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde ficarão à disposição do Poder Judiciário do Tocantins.

A operação Teresa contou com a participação de 36 policiais civis e quatro delegados da PCTO. A ação contou com apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE-Palmas); 23ª Delegacia de Polícia (Araguanã); 30ª Delegacia de Polícia (Wanderlândia); 3ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC - Araguaína); 2ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (DENARC - Araguaína); 2ª Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP - Araguaína); bem como a participação do 2° Batalhão da Polícia Militar (PMTO) com o Canil da Força Tática Cães de Araguaína. 

A ação é considerada mais uma etapa da operação Hórus, do Ministério da Justiça, com a execução das forças policiais estaduais, sendo, neste caso, executada pela Polícia Civil.


Fonte: Secom-TO

Tags : Crimes, tráfico, drogas, Xambioá, Polícia Civil

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo