Homem é condenado a prisão por matar e atear fogo no corpo de menino de 14 anos após fim de 'relacionamento'


https://jflink.tk/2CPFB

Homem é condenado a prisão por matar e atear fogo no corpo de menino de 14 anos após fim de 'relacionamento'
Corpo foi encontrado em área de matagal — Foto: Divulgação/Tocantins Alerta

Compartilhe


O Tribunal do Júri decidiu condenar André Ferreira de Araújo, de 31 anos, pelo assassinato em 2019 do adolescente David Erick Ribeiro do Nascimento, que tinha 14 anos. A pena é de 16 anos e seis meses de prisão. A conclusão dos jurados foi de que o homicídio foi qualificado por motivo fútil, por ter sido praticado mediante emboscada e porque a forma como aconteceu dificultou a defesa da vítima.

Os jurados acolheram as teses do Ministério Público do Tocantins (MPTO). Segundo a denúncia, o réu e a vítima mantinham uma espécie de relacionamento na época e a motivação foram comentários feitos pelo adolescente sobre esta relação. Quando o suspeito foi preso, em dezembro de 2019, o delegado do caso informou que André Ferreira não aceitava o fato de que David Erick teria um novo namorado.

Um segundo suspeito teria participado do crime. Ele ainda não foi julgado e nem teve o nome divulgado. O assassinato acabou chamando a atenção pela crueldade. David Erick Ribeiro do Nascimento foi atraído para uma região de mata, próxima ao Setor Imperial, onde foi surpreendido pelo réu. Ele foi jogado no chão, enforcando e, em seguida, recebeu golpes com uma pedra na cabeça. Ao final de tudo, o réu ainda teria jogado gasolina e ateado fogo no corpo da vítima.

A acusação foi sustentada pelo promotor de Justiça Breno de Oliveira Simonassi, que integra o Núcleo do Tribunal do Júri do Ministério Público do Tocantins.


Fonte: G1/TO

Tags : Condenado, Prisão, Crueldade, Adolescente

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo