Vale a pena se arriscar para prestigiar político no meio da pandemia?


https://jft.news/KOyuv

Vale a pena se arriscar para prestigiar político no meio da pandemia?
Apoiadores se aglomeram para prestigiar Mizô Alencar em convenção. – Foto: Divulgação

Compartilhe


Não existe covid-19 quando o assunto é política. As cidades de Filadélfia-TO e Carolina-MA mostrou isso no último sábado (12). Milhares de pessoas deixaram suas casas e muitos deles sem máscaras, simplesmente correndo um grande risco, para poder prestigiar seu candidato que irá concorrer nas eleições em novembro.

Enquanto as escolas seguem fechadas, alguns empregos se fecharam e outros estão limitados, de acordo com as autoridades sanitárias, é pra evitar aglomeração. Ainda não é seguro retomar as aulas presenciais. Até concordamos, mas é seguro aglomerar para prestigiar político? Vale a pena? Eis a questão.

A convenção do atual prefeito e pré-candidato a reeleição Mizô Alencar (DEM), foi "planejada" para ocorrer sem presença da plateia, tanto que os organizadores fizeram a transmissão ao vivo nas redes sociais. Porém, foi ao contrário. Se não fosse pra ter plateia, porque teria tantas cadeiras pra receber os eleitores? De acordo com eles, ninguém foi convidado. A questão é que, onde estavam as autoridades de sanitárias nesse momento? Entendemos que eles não iriam conseguir controlar a multidão, mas poderiam entrar em acordo para fazer valer a lei para todos.

Cadeiras para eleitores já estavam dentro do clube. – Vídeo: Divulgação/Neto Maravilha

A convenção de David Bento (Republicanos), também houve aglomeração, não com o mesmo volume que teve na de Mizô Alencar, mas teve. Isso pode ser considerado uma falha de quem organiza os eventos, todos sabem que não pode, mas insistem em afrontar as leis e decreto Municipal, tudo por causa de política.

Em Carolina-MA, não foi diferente, foi até pior. Os eleitores realmente foram convidados para prestigiar os pré-candidatos que irão para a disputa e a aglomeração não foi pouca.

imagem
Eleitores se aglomeram para prestigiar político em Carolina-MA. – Foto: Reprodução/Facebook

Em Filadélfia tem pessoas que agem como se tivéssemos muitos médicos, leitos de UTI para todo mundo, pra ficar se expondo em meio de uma pandemia em uma cidade carente de recursos para a saúde.

As autoridades de saúde trabalham para combater um inimigo invisível, que não escolhe raça, cor e nem classe social. É um inimigo extremamente perigoso que já deixou mais de 131 mil mortos só no Brasil. Filadélfia aumentou os casos ativos de 9 para 14, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela a Secretaria Municipal de Saúde.

Tags : Coronavírus, aglomeração, Filadélfia, pandemia.

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Subir para o topo